Inspirações e experiências

Brincar

“Receite uma Brincadeira” quer levar o brincar para ambientes de saúde

10 de Março de 2017

Programas e políticas públicas focados na primeira infância precisam fomentar algumas estratégias-chave ao desenvolvimento infantil. Uma delas é o brincar. Por meio dele, a criança estabelece vínculos com seus pares e com os adultos, além de descobrir o mundo de maneira lúdica e criativa. Imagine então quando esse brincar acontece em ambientes de Saúde?

Uma iniciativa da Rede Nacional Primeira Infância (RNPI) pode inspirar ações que promovam o bem-estar da criança, especialmente em ambientes da área da Saúde. É o “Receite uma Brincadeira”, que tem como objetivo oportunizar a relação entre os pequenos e os adultos. Os criadores da iniciativa afirmam que brincar pelo menos 15 minutos ao dia com a criança favorece o desenvolvimento cerebral nos primeiros anos de vida.

Além disso, não existe remédio melhor para uma criança hospitalizada, por exemplo, do que uma boa e divertida brincadeira. Embora seja um projeto voltado aos médicos e profissionais da área, ele pode também servir de base para a criação de iniciativas similares, em outros ambientes frequentados pelas crianças e suas famílias.

No caso da Saúde, é importante criar espaços lúdicos em consultórios pediátricos, postos de atendimento e hospitais.

O profissional pode “receitar” a brincadeira e mostrar às famílias a sua importância ao desenvolvimento de seus filhos. Também é importante que apoie e incentive o uso das brinquedotecas hospitalares pelas crianças.

O projeto disponibiliza um livreto com atividades divididas por faixa etária para os adultos brincarem com bebês e crianças. Para ter acesso ao material, é só clicar aqui.

Quer dicas de como implementar um espaço lúdico no seu ambiente de trabalho? Então, clique aqui. E vamos brincar!

Via Fundação Maria Cecília Souto Vidigal

Acompanhe nas redes
-Aliança pela Infância - 55 11 3578-5001 - alianca@aliancapelainfancia.org.br